A Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) desenvolve estratégias e ações para promover a inovação e melhorar a competitividade do setor produtivo brasileiro. A agência foi criada em 2004 para atuar como articuladora entre o setor público e privado, sendo responsável pela execução das políticas industriais do Governo Federal.

Em mais de uma década de atuação, sob a supervisão do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), a ABDI contribui com a elaboração e execução de projetos e programas estratégicos voltados para inovação, produtividade e competitividade do setor produtivo brasileiro. Com uma abordagem inovadora, baseada em técnicas de metodologias ágeis, a agência busca fomentar novas políticas de desenvolvimento para o país.

No contexto da quarta revolução industrial, a ABDI tem iniciativas importantes que apoiam a jornada de transformação digital do setor produtivo brasileiro por meio da Agenda Brasileira para a Indústria 4.0. Essas medidas estão direcionadas para três desafios inerentes às empresas que estão no caminho rumo à indústria 4.0.

O primeiro desafio é identificar em qual estágio a empresa está. A plataforma www.industria40.gov.br apresenta, como uma das medidas da Agenda Brasil 4.0, uma ferramenta on-line em que a empresa faz um autodiagnóstico em relação aos principais conceitos, processos e práticas da indústria 4.0. As empresas avaliam seus processos, produtos, sistemas de informação e também seu modelo organizacional. Com base nas notas obtidas nessas dimensões, as empresas conseguem identificar pontos de partida e oportunidades para iniciar sua trajetória em direção à indústria 4.0.

Outro desafio está na identificação das tecnologias e parceiros mais adequados para essa jornada da indústria 4.0. Para isso, existem as plataformas demonstradoras de tecnologias denominadas testbeds, que são aplicações de uma ou mais tecnologias que são testadas e avaliadas em ambientes reais de uso, usando a escala real e ambientes controlados. Servem, sobretudo, para mitigar riscos tecnológicos e comerciais por meio de testes e metodologias sistemáticas de avaliação dos casos de uso e de negócios de cada solução.

Assim, as empresas poderão saber quais tecnologias possuem maior retorno e menor risco para, assim, proceder com sua implantação. Para esse desafio, a ABDI lançou, em parceria com o MDIC, um edital para seleção de 10 projetos de fábricas demonstradoras que serão apoiadas pela Agência no próximo semestre.

O terceiro desafio está posicionado em como fazer a interação entre a indústria tradicional e a indústria do futuro. Tem-se tornado cada vez mais evidente o surgimento de novas empresas com novos modelos de negócio que vêm causando grandes mudanças no setor industrial. Essas empresas nascentes de base tecnológica, chamadas de startups, têm uma rápida capacidade de inovar, demonstrando a relevância de desenvolver novos modelos de negócios baseados na economia da plataforma.

Assim, considerando esse contexto, será lançado no próximo semestre, o Programa Nacional Conexão Startup Indústria 4.0, que busca aproveitar as oportunidades trazidas pelas tecnologias e processos da indústria 4.0, por meio da conexão entre indústrias e startups. A missão é promover a adoção das inovações tecnológicas pelas indústrias brasileiras em busca de maior produtividade e competitividade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here