A Itália está liderando em muitos aspectos da Quarta Revolução Industrial. Mas as deficiências na infraestrutura e na educação contribuem para um clima de cautela, na medida em que os executivos lutam para tornar o futuro digital uma realidade.

Atualmente, a Itália preocupa economicamente tanto a União Europeia (UE) quanto os mercados financeiros. No entanto, dentro dos 28 estados membros da UE, a Itália é o segundo maior fabricante, atrás da Alemanha.

Como revelado por nossa pesquisa com cerca de 100 executivos italianos, que se baseia no trabalho realizado pela Deloitte Global sobre 19 países asiáticos, europeus e americanos, a Itália está na vanguarda mundial em muitos aspectos da Quarta Revolução Industrial.

A pesquisa mostrou também que os executivos italianos apreciam plenamente a digitalização. Dados mostram que eles sabem que ela é fundamental para o futuro de suas empresas e buscam adotar e usar tecnologias digitais.

Faltam investimentos em infraestrutura e educação

No entanto, os resultados da pesquisa também apontam para deficiências em infraestrutura e educação e mostram que os executivos italianos são pessimistas em relação a alguns aspectos da digitalização.

Eles sentem que seu país precisa de mais investimento para competir e que os fazem ficarem menos confiantes do que seus pares globais sobre aplicar a tecnologia digital com todas as suas potencialidades.

Eles também temem que a revolução digital tenha conseqüências sociais infelizes. A incerteza macropolítica do país pode estar contribuindo para o clima de cautela dos executivos italianos ao tentarem tornar o futuro digital uma realidade.

Na pesquisa foram examinados os pontos fortes e fracos digitais da Itália, além dos esforços do governo para compensar as deficiências do país. Em seguida, exploramos os pontos de vista dos executivos italianos à medida que eles se envolvem com a revolução digital e concluímos com uma análise do cenário macro-político da Itália e das perspectivas do país.

Para ler o artigo completo sobre a pesquisa, acesse: Deloitte

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here