O acionamento da bandeira tarifária vermelha anunciado pela ANEEL para o mês de junho assusta os brasileiros. Impactados pelos efeitos econômicos da pandemia, como o desemprego e a perda de renda, muitos enfrentam dificuldades para arcar com o encarecimento da conta de luz, e o índice de fraudes e inadimplência no setor de energia elétrica já apresenta aumento em alguns estados.

Segundo Denis Maia, CEO da Choice Technologies, especializada em redução de perdas na área de energia, o consumo irregular de energia elétrica vem crescendo devido ao agravamento dos impactos econômicos causados pela Covid, como queda acentuada do PIB, perda de renda e a redução da atividade econômica.

Em locais onde existe concentração elevada de comunidades, costuma haver um percentual maior no número de perdas, pois ali habitam as camadas sociais mais afetadas pelo desemprego e recessão econômica.

Para recuperar as chamadas “perdas não-técnicas”, empresas de distribuição de energia precisam otimizar seus custos com o mesmo orçamento e estrutura organizacional. E os softwares de inteligência artificial tornam-se uma importante ferramenta neste processo.

Por meio deles, as distribuidoras conseguem acessar a base de dados de seus clientes e utilizar algoritmos capazes de prever quais têm maior probabilidade de cometer furto de energia ou qualquer outro tipo de perda associada.

No entanto, é importante ressaltar que o objetivo principal da recuperação de perdas é economizar o maior volume de energia ou custos, e isso não está necessariamente atrelado à quantidade de clientes irregulares identificados.

“Às vezes, um cliente comercial fraudador é equivalente à milhares de clientes residenciais de baixo consumo. Então, é mais vantajoso para a distribuidora detectar um grande cliente fraudador do que milhares residenciais”, avalia Denis Maia.

Além de reduzirem o prejuízo relacionado à perda de energia, o uso de inteligência artificial impacta diretamente a sustentabilidade econômica da organização. Exemplo disso é a EPM, maior grupo de energia elétrica da Colômbia, que no ano passado recuperou 53 milhões de dólares, utilizando a Choice Revenue Intelligence, software desenvolvido pela Choice.

O resultado rendeu à companhia o prêmio de melhor projeto de transformação digital para utilities do mundo – o Global Elite 2020, promovido pela Smart Energy International. “Além de potencializar os recursos existentes, o uso desses softwares impacta também o EBTIDA das organizações, pois o lucro é líquido, uma vez que todas as despesas operacionais e o próprio custo da energia comprada já foram gastos”, afirma o executivo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here