O ensino a distância (EaD) vem se posicionando como uma das modalidades preferidas em todo o mundo. O Brasil é um dos países onde sua adoção pelos estudantes tem crescido de forma mais rápida.

Segundo dados da Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (ABMES), se o ritmo do número de matrículas de alunos on-line de mantiver, poderá ultrapassar o ensino presencial tradicional, até 2023.

O que ajudou para esse crescimento foi uma atualização na legislação sobre a regulamentação do ensino a distância no Brasil, fazendo com aumentasse 133% o número de matrículas um ano após essa atualização.

Outro fator fundamental pelo aumento da procura são os preços mais acessíveis e a flexibilidade de horário dos cursos, importante para atender uma parcela significativa de estudantes que antes não tinha condições financeiras ou tempo para estudar.

Além disso, o ensino a distância atrai jovens com uma grande oferta de recursos tecnológicos. O e-learning vem adaptando e incorporando novas tecnologias como Inteligência Artificial e a Realidade Aumentada e Virtual que, além de transformar a forma como os estudantes se conectam com a informação, fazem com que seja cada vez mais atrativo e enriquecedor acessar cursos virtuais.

Smartphones se tornaram a principal ferramenta de pesquisa em todo o mundo. Estes dispositivos permitem que novas tecnologias, como a Inteligência Artificial, contribuam com a aprendizagem dos estudantes adiantando-se às necessidades e personalizando os insumos ao redor de cada participante.

Para 2019, as tendências sinalizam que o uso de materiais audiovisuais e gráficos, como Realidade Aumentada e Virtual, seguirão crescendo, com o objetivo de oferecer aos estudantes uma forma mais divertida e dinâmica.

Ainda que isso não seja uma novidade, já que vem se implementando há algum tempo como teste, seus excelentes resultados posicionaram essas novas tecnologias como insumos do futuro, dentro do modelo de aprendizagem adaptativa.

Plataformas de aprendizagem on-line, como o Canvas, tem transformando seu conteúdo de acordo com as necessidades dos alunos, permitindo-lhes não apenas obter uma recompensa pelo esforço, mas também que as organizações que os levam a aprender gerem climas de trabalho mais estáveis e com menos rotação.

Da mesma forma, a dinâmica de gamificação ou de jogos para a aprendizagem continua a ser altamente aclamada por organizações acadêmicas e empresariais que os consideram altamente motivadores para os alunos.

“As novas tecnologias continuam a permitir que alcancemos os alunos com uma oferta atraente e altamente interativa que lhes permite cumprir seus objetivos de aprendizado sem esforço em um curto espaço de tempo. Os cursos possuem recursos audiovisuais e dinâmicos interessantes que permitem reter informações para uma melhor aplicação do conhecimento no dia-a-dia dos alunos”, afirma Alejandro Sisniega, diretor para a América Latina da Instructure.

O futuro sugere que haverá uma maior personalização do conteúdo de acordo com os interesses e necessidades presentes em cada um dos módulos de estudo. Isso significa que o e-learning projeta uma oferta cada vez mais personalizada e disponível com a intenção de transcender o tempo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here