A extração de minérios é sempre uma tarefa árdua e que precisa de diversos mecanismos de controle. Mas já é possível fazer isso a 2 mil quilômetros de distância. Esse percurso corresponde a uma viagem entre São Paulo e Parauapebas, no Pará.

Para fazer esse translado seriam precisas várias horas de avião e alguns dias de carro. Entretanto, a bordo da tecnologia, basta uma fração de segundos. E só mesmo com toda essa velocidade para fazer com que uma máquina em Parauapebas seja completamente controlada desde uma sala, em São Paulo.

Além de executar comandos à distância, dá para ir além. É possível até fazer a manutenção de parte do maquinário que faz a extração de minérios, cravada em plena Amazônia.

Se você ainda não se impressionou, tem mais. Saiba que do centro de operações em São Paulo, eles hoje controlam as atividades em Parauapebas da mesma forma que em cerca de vinte outras indústrias, em diferentes cidades espalhadas pelo país. Elas são integralmente monitoradas, em tempo real, e, se for o caso, podem ser completamente controladas.

Como é possível controlar a extração de minérios à distância

Já ouviu falar de Indústria 4.0? Ainda não dominamos suas tecnologias, mas esse é um exemplo na prática de como esse caminho está sendo percorrido.

Agora, vamos da uma olhada por baixo do capô, e entender um pouco da tecnologia que torna tudo isso possível. Para começar, a conexão. A sala de controle está ligada às indústrias por fibra óptica. É claro, nesse tipo de operação, a conexão precisa ser total.

O uso de drones na mineração é cada vez mais comum

Segurança dos dados é fundamental

Um ponto super importante, é claro, é a segurança. Aqui, o mesmo grau de proteção usado pelos bancos garante que a ordem dada na sala de controle não vai ser interceptada por hackers no seu caminho até a máquina no Pará. Mas, não é só. Como estamos falando de equipamentos gigantes e caríssimos, ainda tem uma última etapa de segurança que – por enquanto – é feita por um operador lá no chão da fábrica ou da jazida.

Ok, talvez ainda assim você não tenha ficado impressionado. Se for esse o caso, espere mais algum tempo. Em breve, todo esse controle e automação ganhará a presença de sistemas de Inteligência Artificial. Aí, o céu é o limite. Haverá a possibilidade das máquinas aprenderem sozinhas, se comunicarem livremente entre elas e, quem sabe um dia, até tomarem decisões por conta própria.

A tecnologia que transforma os sonhos de automação do passado em realidade nos dias de hoje é também a que alimenta pesadelos como o da eliminação de empregos. Mas, essa é uma perspectiva que está aí e, como sempre, em vez de ignorar a tendência ou lutar contra ela, o melhor é fazer parte do processo.

Fonte: Olhar Digital

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here