Os altos custos e a falta de segurança nos grandes centros têm feito com que cada vez mais empresários migrem para o interior, e um exemplo deste processo pode ser visto na cidade paulista de Brodowski, na região de Ribeirão Preto, que está recebendo o primeiro polo industrial, comercial e empresarial 4.0 do país, que engloba a 4ª Revolução Industrial.

Após a revolução inglesa, que introduziu a máquina a vapor; a produção em série e a revolução do silício e da eletrônica, que transformaram a indústria; chegou a vez da 4ª Revolução Industrial, que foca na melhoria da eficiência e produtividade dos processos, por meio de tecnologias de automação, troca de dados e conceitos de Internet das Coisas e computação em nuvem.

De acordo com Mairon Leal, diretor da Sevenplan Urbanismo, idealizadora do projeto em Brodowski, o polo já nasceu de olhos abertos para o futuro. “Quem não estiver aderindo à indústria 4.0 terá que, obrigatoriamente, aderir no futuro. Proprietários de muitas empresas localizadas em grandes centros, como São Paulo, estão optando por trocar a vida agitada por um local menos violento, que ofereça mais qualidade de vida”, afirma.

O ineditismo do projeto se dá em razão de reunir diversos tipos de empresas em um condomínio fechado; com guarita, segurança e monitoramento 24h por dia; e ser dotado de alta tecnologia e completa infraestrutura logística. As obras já começaram, e a entrega será no segundo semestre de 2022. Depois de finalizado, o polo gerará cerca de 2 mil empregos diretos e fomentará a economia de toda a região.

“Outro ponto importante é a redução de custos, pois o rateio da segurança pelo condomínio reduzirá muito as despesas para cada empresa, que contará com segurança armada 24h por dia, muro blindado, entre outros itens”, comenta Leal.

A incorporação de novas tecnologias em automação, inteligência artificial e internet das coisas em todos os setores industriais está provocando uma verdadeira revolução nos processos de manufatura, logística e tecnologia da informação de empresas inovadoras preparadas para o futuro. E este é justamente o conceito do polo 4.0, que possui uma área total de 300 mil m2, sendo 27 mil m2 de áreas verdes arborizadas.

Denominado Polo Empresarial e Industrial Thomazella, o empreendimento possui 118 lotes de 1.000 m2 a 1.600 m2, energia renovável, drenagem de águas pluviais, prédios com iluminação em led, ruas amplas e pavimentadas para o tráfego de qualquer tipo de caminhão, rede de água potável com poço artesiano, rede coletora de esgoto com estação elevatória e emissário para tratamento municipal em Brodowski, infraestrutura diferenciada com boulevard comercial e coworking, praça de alimentação, lounges de convivência, centro médico, heliponto, prédio de recepção com cafeteria e salas de reuniões e de treinamento.

Localizado na rodovia Cândido Portinari, está a 12 km do aeroporto Leite Lopes, em Ribeirão Preto, e possui rápido acesso à rodovia Anhanguera. O projeto do polo é da Sevenplan Urbanismo, empresa com sede em Franca. “Desde a localização privilegiada, no centro da região que mais cresce no país, até a total infraestrutura logística, o empreendimento foi projetado e desenvolvido para dar apoio às empresas, estejam elas em fase inicial de planejamento ou já estabelecidas e consolidadas no mercado”, conclui Leal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here