GESTÃO E NEGÓCIOS

A gestão de um negócio vai além de administrar com foco nos processos internos e na busca por resultados que atendam seu plano de negócios ou planejamento estratégico. É preciso muita atenção à organização da empresa, bem como à qualificação de sua equipe.
Desde o contato do fornecedor, que entrega a matéria-prima, até a venda do produto pronto ao cliente final, todas as etapas precisam ter controle e regras bem estabelecidas e compartilhadas para todos os agentes que interagem na produção.

A meta do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços é que 15% das empresas brasileiras possam ser conceituadas como Indústria 4.0 em até oito anos. E é exatamente para estimular a quarta revolução industrial no Brasil que o governo federal lançou, no primeiro semestre, um pacote de incentivos à modernização do parque fabril nacional no montante de R$ 8,6 bilhões. De acordo com o ministro Marcos Jorge, este tipo de incentivo à indústria 4.0, que vai financiar o investimento de empresas em tecnologia, já é utilizado em países como Alemanha, Estados Unidos, China e Portugal.
O estudo menciona criptomoedas como Bitcoin (BTC) como “paradigmas tecnológicos e operacionais que são uma fonte de disrupção para todo o setor, incluindo política monetária e estabilidade financeira”. Outras “aplicações disruptivas e inovadoras” de novas tecnologias incluem “inteligência artificial (AI), computação em nuvem, biometria, identidade digital, blockchain, cibersegurança, internet das coisas (IoT), realidade aumentada” e muitas outras.
São as simulações de cálculos e análises qualitativas realizadas por toda a tecnologia da nova indústria que possibilitarão uma gestão tributária com maior nível de Compliance, buscando indicadores de oportunidades tributárias e modeladores de riscos, que vão ajudar a tomar a melhor decisão para a estratégia de negócios.
Devido os avanços tecnológicos e os processos avançados de globalização, estamos passando por mudanças rápidas em praticamente todos os setores da economia. Essas transformações, naturalmente, estão provocando uma revolução no mercado de trabalho, de modo que muitos cargos e até mesmo muitas profissões que existem hoje deixarão de existir em um futuro muito próximo, conforme apontado por diversas pesquisas.
Duas coisas caracterizam todas as empresas em uma sociedade capitalista: a busca pelo lucro e pela redução de custos e despesas. Nesse contexto, se estabelece um paradoxo entre a necessidade de aperfeiçoamento constante e investimento na inovação para permanecerem...
O valor movimentado pelo mercado global de tecnologia de Realidade Virtual e de Realidade Aumentada deve chegar a US$ 162 bilhões em 2020, segundo projeção do IDC. Grande parte desse mercado está no desenvolvimento de soluções para indústrias dos mais...
A Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) desenvolve estratégias e ações para promover a inovação e melhorar a competitividade do setor produtivo brasileiro. A agência foi criada em 2004 para atuar como articuladora entre o setor público e privado,...
Estudo realizado pelo Núcleo de Economia e Estratégia da Federação das Indústrias do Estado do Ceará (FIEC) mostrou que 56% das empresas do estado têm entre suas metas investir na Indústria 4.0 nos próximos anos. As áreas que tiveram maior...
O conceito 4.0 não está inserido apenas no chão de fábrica. A nova indústria está em toda a empresa, inclusive na área tributária, onde está se tornando estratégica e colaborativa com todos os negócios e operações. Mas o que pode...
A tecnologia de Blockchain chegou definitivamente ao terceiro setor. A Welight, startup criada há pouco mais de um ano, que converte parte das compras feitas no comércio eletrônico em doações a ONGs que realizam trabalhos sociais e ambientais, já tem uma ferramenta gratuita, que pode ser adquirida em mais de 1,5 mil lojas on-line. Disponibilizada através dos sites dos seus parceiros, ela pergunta ao visitante se há o desejo de gerar uma doação, caso a compra seja efetivada.
Anúncio