Em 2018, o Blockchain passou a ser uma grande tendência do mercado de T.I. e aposta de vários setores que utilizam a solução para potencializar e criar novas oportunidades de negócios.

De acordo com o relatório do IDC, divulgado no último ano, os segmentos com maior crescimento em decorrência do desenvolvimento de produtos e serviços que utilizam esta tecnologia de forma global são as indústrias de base (78,8%), as empresas de serviços (77,7%) e o mercado financeiro (74,7%).

Além disso, o report estima que o investimento nessa área alcance cerca de US$ 11,7 bilhões até o ano de 2022 no mundo todo – sendo que, em 2018, o montante registrado foi de aproximadamente US$ 2,1 bilhões.

O Blockchain é uma tecnologia de registro originada há mais de dez anos, junto com o bitcoin (moeda virtual). Trata-se de uma cadeira de blocos criptografados que é compartilhada e validada por uma rede, garantindo a sua autenticidade.

“Uma vez que um bloco é formado fica impossível modifica-lo e isso garante sua confiabilidade. Os novos conjuntos são gerados com as informações descendentes dos anteriores. Dessa forma, conseguimos criar uma cadeia que tem a tarefa de validar e repassar transações, revolucionando o mundo dos negócios e oferecendo soluções contra corrupção, fraudes e burocracias em bancos, governos e empresas”, explica Andréa Longarini, cientista de dados da Lambda3, empresa de soluções digitais.

O Blockchain é uma ferramenta que vai além do uso com bitcoins e pode estar em várias aplicações. É possível trocar informações comerciais, firmar contratos, transferir dinheiro, rastrear produtos com a garantia de veracidade, segurança, privacidade e redução de tempo e custo.

“A compra de uma casa, por exemplo, pode ser realizada sem intermédio de uma imobiliária, banco ou cartório. A pessoa interessada escolhe o imóvel que mais lhe agrada, faz a compra diretamente com a pessoa que é proprietária, realiza a transação utilizando a assinatura digital Blockchain, que dará confiabilidade à negociação, já que nada pode ser alterado fazendo com que o processo seja transparente e imutável”, exemplifica Andréa Longarini, cientista de dados da Lambda3.

Vale destacar que o Blockchain é uma tecnologia ascendente da Industria 4.0 e pode ser utilizada, também, para otimizar vários serviços com segurança. “Além da confiabilidade já citada, tende a reduzir os custos das transações, pois trabalha sozinha para realizar ações entre processos de compra e venda”, diz. Sua característica principal é o anonimato, entre as partes que negociam e a descentralização de registros já que cada inserção é feita por uma pessoa.

O desenvolvimento de sistemas com assinaturas digitais em negociações via contratos inteligentes, por exemplo, garantem autonomia, economia, velocidade, veracidade, precisão e transparência, bem como reduz possibilidades de erro humano.

Tudo acontece de forma digital, evitando deslocamentos e burocracias em cartório e, principalmente, rapidez. “Antigamente, um processo que levaria cerca de três dias, hoje passa a acontecer em minutos, de forma automática. Além disso, a própria tecnologia é à prova de falhas, evitando clones e ataques de hackers”, destaca Andréa.

Outro exemplo, é na rastreabilidade industrial relacionada a soluções de IoT (Internet das Coisas). Incluindo sensores de temperatura, umidade e movimento, por exemplo, é possível auditar e controlar a conservação do produto em condições adequadas.

A cientista de dados explica que, no momento em que o transporte sai para fazer a entrega, é emitido um certificado com as respectivas informações rastreadas, assim como tempo previsto de entrega e validade do produto. Os sensores registram os dados e o contrato perde a validade caso algo saia do programado.

“Temos know-how para desenvolver sistemas utilizando a tecnologia Blockchain, com o objetivo de gerar contratos inteligentes e otimizar áreas do negócio através assinaturas digitais invioláveis e únicas, fazendo dessa tecnologia algo de total confiabilidade e segurança para quem utiliza dela nos seus negócios. Soluções assim garantem a segurança das pessoas compradoras e consumidoras”, destaca.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here