Alguns problemas comuns à indústria estão relacionados com a baixa eficiência nos processos de produção e a falta de otimização de recursos humanos e materiais. Cada vez mais comum no contexto da Indústria 4.0, o uso de tecnologias avançadas no chão de fábrica tem permitido otimizar esses recursos e evitar riscos no ambiente de trabalho, garantindo às empresas maior produtividade e, consequentemente, maior lucratividade.

Dentre estas tecnologias avançadas, destaca-se a realidade aumentada (RA), que permite reunir em um mesmo dispositivo informações visuais que vão auxiliar na tomada de decisões em tempo real, integrando o ambiente industrial às projeções virtuais.

Estima-se que mais de US$100 bilhões de dólares de receita serão gerados pela tecnologia de Realidade Aumentada (RA) em todo mundo, ao longo dos próximos 24 meses.

Neste artigo, entenda o que é e quais são as aplicações da realidade aumentada na indústria.

O que é Realidade Aumentada?

Através da projeção de cenários virtuais sobre o mundo físico, a utilização da Realidade Aumentada permite uma integração em tempo real com informações e dados obtidos através da integração de dados provenientes de sistemas industriais, GPS, câmeras de vídeo e internet.

Integrados a dispositivos móveis, esses equipamentos formam imagens que representam uma interação direta entre o usuário e os objetos em seu ambiente de trabalho.

No caso do setor industrial, permite o acompanhamento virtual de dados de processo, incluindo a operação de máquinas por parte de operadores, o acompanhamento da produção em tempo real por parte dos gestores e a orientação de procedimentos de manutenção e segurança no ambiente de produção para especialistas remotos, que atuem diretamente na manipulação dos equipamentos.

Para a indústria, isso significa um grande avanço, principalmente na redução de riscos para trabalhadores, aumento da capacidade nas linhas de produção e otimização de recursos na capacitação e manutenção dos processos industriais.

Por que implantar Realidade Aumentada na indústria?

As experiências por meio da realidade aumentada têm agregado valor às indústrias que optam por integrar a tecnologia aos seus processos produtivos. Ela permite uma orientação de processos dentro das indústrias, a partir da visualização de detalhes em tempo real que, se não observados, podem prejudicar a eficiência produtiva.

Se aliada a alguma tecnologia de Inteligência Artificial (IA), a RA pode ser utilizada também para auxiliar na visualização precoce de desvios operacionais.

A previsibilidade de falhas é uma das vantagens do uso de tais tecnologias no ambiente industrial, possibilitando a técnicos e operadores a identificação de problemas operacionais em máquinas e equipamentos antes mesmo que eles ocorram e permitindo a realização de ajustes simultâneos à operação, com auxílio do hardware de RA.

Servem como base para a experiência de realidade aumentada todas as informações técnicas do banco de dados da empresa, como os modelos de CAD (Computer-Aided Design), e dados provenientes de outras ferramentas de tecnologia e gestão industrial, como sistemas SCADA, PIMS e MES.

Desta forma, é possível controlar processos complexos, que exigem das equipes produtivas mais assertividade e em que erros podem representar prejuízos financeiros significativos à sustentabilidade das empresas.

Segundo pesquisa realizada em 2018 pela PTC, as indústrias fabricantes de produtos industriais, automotivos, aeroespacial e de defesa têm liderado a adoção de realidade aumentada nos seus processos internos. As funções de RA mais utilizadas nas empresas estão nas áreas de fabricação, design, vendas e marketing, por funcionários de operação e em treinamento.

O investimento em realidade aumentada permite que novas funcionalidades sejam adicionadas às tecnologias de software e hardware, representando uma vantagem competitiva em um cenário onde a diferenciação de mercado se dá, principalmente, pela inovação tecnológica.

Em termos práticos, podemos citar algumas aplicações da Realidade Aumentada, cada vez mais utilizadas pela indústria.

Aplicações de Realidade Aumentada na indústria

Segurança do trabalho

Os processos de fabricação da indústria 4.0 têm por base a utilização de ferramentas que sejam capazes de prevenir riscos aos operadores diretos de máquinas.

A realidade aumentada permite que gestores e responsáveis diretos pelo operador verifiquem se ele está portando os equipamentos necessários para segurança individual e em quais condições está realizando a operação.

Sendo assim, garante-se a segurança no ambiente de trabalho, por meio do monitoramento remoto e em tempo real. Consequentemente, otimizam-se os custos operacionais pela melhor capacidade de gestão de riscos nos processos industriais, como em situações de manuseio de materiais perigosos e trabalhos realizados em altura e profundidades, através da utilização de EPIs de forma adequada.

Treinamento e capacitações

Na mesma mão da segurança, os treinamentos e capacitações realizados com suporte da RA permitem a simulação dos processos industriais de fabricação e funcionamento de máquinas.

Usando óculos de realidade aumentada, tablets ou smartphones, é possível conseguir ampliar a capacidade de aprendizado e retenção por parte dos funcionários, uma vez que essa tecnologia promove a interatividade como principal vantagem.

A possibilidade de manusear e entender a montagem de uma peça ou equipamento ao mesmo tempo em que se interage com ela(e), cria um engajamento e otimiza os recursos empregados em treinamentos presenciais.

Isso porque é possível realizar esses treinamentos com especialistas e técnicos à distância e com simulação de cenários 3D, onde as instruções sejam repassadas simultaneamente à prática do operador e a base de dados possibilite uma visualização de cada detalhe da máquina.

Manutenção Industrial

O funcionamento completo das atividades de todo o ciclo produtivo também pode ser facilitado pela aplicação da realidade aumentada na indústria, desde a prototipagem de produtos pelas equipes de desenvolvimento até o produto final.

Para que funcionários de chão de fábrica possam realizar a manutenção de equipamentos e máquinas, o auxílio remoto de especialistas e a visualização de protótipos e instruções diretamente no display do dispositivo permitem a resolução mais ágil e assertiva do problema.

O profissional pode ter acesso, por exemplo, a uma animação virtual de cada etapa necessária para a substituição de uma peça defeituosa. É possível ainda confirmar sua disponibilidade em estoque através da integração com sistemas corporativos de gestão.

O uso de realidade aumentada na manutenção industrial permite, portanto, a melhora na eficiência produtiva, uma vez que reduz o tempo e os custos de interrupção das atividades em plantas industriais.

Automação de processos na linha de produção

A automação de processos industriais está ligada à capacidade de resolução de problemas de forma ágil e eficaz.

De maneira prática, aplicações de RA podem estar presentes no cronograma de funcionamento da planta, indicando as responsabilidades por funcionário e por processo (do mais ao menos complexo), qual o tempo de produção e em qual cadência ele precisa ser executado.

A realidade aumentada permite corrigir problemas operacionais com o acionamento imediato de profissionais envolvidos nos processos, independentemente da sua localização, para que possam realizar ou orientar os ajustes necessários.

Conclusão

A realidade aumentada já faz parte dos processos industriais brasileiros. Sua aplicação se tornou fundamental para a indústria 4.0, uma vez que integra funcionalidades tecnológicas à experiência humana para aumento da produtividade e competitividade de mercado, colaborando com a segurança e eficiência da indústria.

Artigo de Carlos Paiola, Diretor Comercial da Aquarius Software

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here