Cerca de 60 alunos de graduação da Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI), em Minas Gerais, se uniram para fazer um carro elétrico. A empreitada levou praticamente um ano para ser concluída. O resultado foi apresentado em primeira mão na Fórmula SAE, que aconteceu entre os dias 27/11 e 01/12, em São Paulo.

Membros da Equipe Cheetah E-Racing

A competição estudantil é organizada pela Society of Automotive Engineers com o objetivo de propiciar aos estudantes de engenharia a oportunidade de aplicar na prática os conhecimentos adquiridos em sala de aula, desenvolvendo um projeto completo, desde o início, e construindo um carro tipo Fórmula 1.

A equipe Cheetah E-Racing, patrocinada pela empresa Hydro, é formada por 60 alunos graduandos de engenharia da UNIFEI que desenvolveram o protótipo de um carro elétrico em local cedido pela universidade e usou alumínio em diversas aplicações por ser um material mais leve e resistente à corrosão.

“A parceria com a Hydro – empresa global de alumínio com produção, vendas e atividades comerciais em toda a cadeia produtiva, da lavra de bauxita, refino de alumina, geração de energia até a produção de alumínio primário, produtos laminados, extrudados e reciclagem – vai garantir que os componentes estruturais do carro feito pelos alunos sejam otimizados. As ligas de alumínio serão usadas em peças de extrema importância, como cubo, caixa de direção e mancais de transmissão. Tudo isso possibilitará uma maior redução do peso do nosso carro e como consequência haverá o aumento da sua eficiência”, comenta Douglas Shinkawa, membro da equipe Cheetah E-Racing.

Durante os três dias da Fórmula SAE, os carros passam por provas estáticas e dinâmicas e por avaliações das performances de cada projeto na pista. Além disso, as equipes fazem apresentações do projeto e seu modelo de negócio. Este ano, o evento chega à sua 16ª edição e reúne engenheiros de todo o Brasil para uma competição com visibilidade internacional.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here