O avanço da tecnologia sempre traz benefícios significativos para o setor industrial e para a sociedade como um todo. Melhoria de processos, redução de riscos aos colaboradores e melhoria de produtividade são apenas alguns deles. Mas, para usufruir plenamente desses benefícios, é necessária uma iniciativa fundamental: o monitoramento da produção.

“Com a digitalização do chão de fábrica, o trabalho se torna muito mais eficaz. Uma forte tendência no cenário atual é a possibilidade de acessar informações das linhas de produção por meio de diferentes tipos de dispositivos, como os controladores lógicos programáveis”, afirma Laus Henrique dos Santos, especialista de produtos da Mitsubishi Electric.

Empresa promoverá webinar no dia 5 de novembro

Para mostrar como é possível obter esses benefícios em companhias de todos os portes e setores, a Mitsubishi Electric vai promover um webinar gratuito no dia 5 de novembro. O principal objetivo do evento será mostrar como o Controlador Lógico Programável (CLP ou PLC) pode ser uma ferramenta eficaz para o monitoramento de dados e para a implantação da Indústria 4.0.

“Uma das principais vantagens do acesso remoto ao Controlador Lógico Programável é o fato de que possui rápido retorno de investimento. Isso é fácil de ser mensurado principalmente em casos nos quais fabricantes de máquinas deixam de deslocar técnicos para fornecer assistência a clientes, passando a fornecer esse serviço de maneira remota. Já para os usuários finais, os CLPs conectados permitem um diagnóstico mais rápido e eficaz em paradas da linha de produção, possibilitando a retomada da operação em menos tempo”, completa Laus Henrique.

Quem quiser aprender mais sobre acesso remoto de Controladores Lógicos Programáveis e aplicações de indústria 4.0 em linhas de produção, pode fazer inscrições no link: https://bit.ly/35ZMNi6. Quem não conseguir acompanhar a transmissão ao vivo poderá visualizar o webinar no canal do YouTube da empresa no seguinte endereço: mitsubishielectric.com.br/youtube.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here